Injúrias com "BICICLETAS"

CONSIDERAÇÕES GERAIS:
•As bicicletas só perdem para os automóveis quando se trata de gravidade de injúrias.
•Mais de 70% das crianças com idade entre 5 e 14 anos andam de bicicleta.
•O trauma de crânio é a causa principal de morte em acidentes de bicicleta, mais de 60% dos casos.
•O trauma de crânio representa mais de 2/3 das admissões hospitalares e mais de 1/3 dos atendimentos em sala de emergência de Pronto Socorros, por acidentes com bicicleta.
•O dispositivo de segurança mais simples e efetivo para reduzir o trauma de crânio e mortes em acidentes de bicicleta é o CAPACETE.
•Infelizmente, o so do capacete em crianças de 5 a 10 anos varia somente de 15 a 25% e de 11 a 14 anos somente 11% o usam para proteger-se.

 

QUANDO E COMO OCORREM MORTES E INJÚRIAS POR BICICLETAS:
•Crianças estão mais propensas a morrer em batidas de bicicleta em ruas onde não hajam cruzamentos(66%), durante os meses de Maio a Agosto(55%) e entre 15:00 e 18:00 horas(39%).
•Quase 60% das mortes por batidas de bicicleta ocorrem em ruas de pequeno tráfego e há aproximadamente 1 Km da casa do ciclista.
•Crianças com menos de 4 anos de idade estão mais propensas a acidentes nas dependências de suas casas, como na garagem, no jardim ou na estrada do carro, do que as crianças entre 5 a 14 anos.
•O risco de ocorrer o acidente durante a noite é cerca de 4 vezes maior que durante o dia.
•As injúrias relacionadas ao uso das cadeiras de bicicleta para crianças tipicamente ocorrem quando ela é arremessada deste assento na hora do acidente. Isto ocorre em 80% dos acidentes.

ONDE ESTÁ O RISCO:
•Andar de bicicleta sem capacete aumenta significativamente o risco de traumas cranianos numa batida. Ciclistas que não usam o capacete tem 14 vezes mais chances de ter um acidente fatal do que aqueles que o usam.
•As colisões com veículos automotores normalmente ocorrem em velocidades maiores de 15 Km/hora aumentando o risco de morte e a severidade do trauma.
•Crianças com menos de 14 anos estão 5 vezes mais propensas a se envolverem em acidentes de bicicleta do que as mais velhas.
•Os meninos estão envolvidos em mais de 80% das mortes e em mais de 75% dos acidentes não fatais com bicicletas.
•Crianças entre 10 e 14 anos, especialmente os meninos, possuem a maior incidência de morte por trauma de crânio quando comparados com todas as idades.
•Crianças com menos de 10 anos possuem o maior risco para traumas sérios e estão mais propensos a sofrer traumas de crânio quando comparadas às crianças mais velhas. Aproximadamente metade de todos os traumas relacionados à bicicleta envolvendo crianças com menos de 10 anos de idade ocorreram no crânio e na face, comparados a 1/5 nas crianças maiores.
•Ciclistas admitidos em hospitaiscom trauma de crãnio tem 20 vezes mais chances de morrer que aqueles que não o possuem.


dicas.GIF (3075 bytes)

•O capacete para o ciclista é uma necessidade, não um acessório. Sempre use o capacete durante todo o tempo e em todo o lugar em que estiver andando de bicicleta.
•Use o capacete corretamente. Ele deve estar confortável sem estar frouxo, deve ser aconchegante e nunca esqueça de atar as tiras de segurança de seu capacete.
•Vamos ensinar as nossas crianças ciclistas a obedecerem as regras e as leis do trânsito nas ruas, a respeitar os sinais de trânsito, a parar em todos os sinais e a olhar para ambos os lados antes de atravessar uma via pública.
•Usar sempre que possível as ciclovias para o passeio.
•A prática do ciclismo, deveria ser restrito às ciclovias e aos parques até que a criança tivesse 10 anos de idade, e fosse capaz de nos mostrar quão hábil ela é para pilotar a bicicleta e para se compartar em vias públicas.