"INJÚRIAS EM CASA"

Injúrias não intencionais são a principal causa de morte entre crianças menores de 14 anos. Em 1996, aproximadamente 6.300 crianças morreram devido a essas injúrias não intencionais e quase 40% destas mortes foram dentro ou ao redor da casa. As mortes são primariamente causadas por fogo e queimaduras, seguidas por afogamento, sufocação, choque elétrico, armas de fogo, envenenamento e quedas. As crianças menores são as que correm o maior risco, porque passam a maios parte do tempo em casa. A medida que crescem, diminui o risco do trauma porque permanecem menos tempo em casa.

MORTES EM CASA
Em 1997, aproximadamente 2.600 crianças com menos de 14 anos morreram em casa devido a injúrias não intencionais. Quase 70% (1.820) destas mortes ocorreram em crianças com menos de 4 anos de idade.


FOGO E QUEIMADURA
Em 1997, aproximadamente 680 crianças com menos de 14 anos morreram devido a fogo e queimaduras, em casa. Destas crianças, 2/3 (453) tinham menos de 4 anos de idade.

AFOGAMENTO
Em 1997, aproximadamente 540 crianças com menos de 14 anos morreram afogadas dentro ou ao redor de suas casas. Destas, 83% (448) tinham menos de 4 anos de idade.

SUFOCAÇÃO
Em 1997, aproximadamente 540 crianças com menos de 14 anos de idade morreram sufocadas em casa. Destas, mais de 2/3 (100) tinham menos de 4 anos de idade.

CHOQUE ELÉTRICO
Em 1997, mais de 150 crianças com menos de 14 anos de idade morreram devido a choques elétricos em casa. Destas, mais de 2/3 (100) tinham menos de 4 anos de idade.

INJÚRIA POR ARMA DE FOGO NÃO INTENCIONAL
Em 1997, aproximadamente 180 crianças com menos de 14 anos de idade morreram por tiros não intencionais em casa. Destas crianças, mais de 80% (140) tinham entre 5 e 14 anos de idade.

ENVENENAMENTOfiguraveneno1.GIF (6047 bytes)
Em 1997, aproximadamente 100 crianças com menos de 14 anos morreram por envenenamento dentro ou ao redor de casa. Mais da metade destas mortes foram devidos a sólidos e líquidos, como remédios e material de limpeza. As outras mortes foram por gases e vapores, principalmente o monóxido de carbono.

QUEDAS
Em 1997, mais de 100 crianças com menos de 14 anos de idade morreram como resultado de quedas em casa. Destas, mais da metade tinha menos de 4 anos de idade.



FOGO E QUEIMADURAS
•Deixe fósforos, gasolina, isqueiros e outros materiais inflamáveis longe do alcance das crianças e em local fechado.
•Instale alarmes de incêndio em sua casa, em cada andar e em todos os quartos. Teste-os uma vez por mês e troque-os a cada 10 anos.
•Mantenha todos os equipamentos para combate ao fogo em locais visíveis e rapidamente acessíveis(extintor, mangueiras, hidrantes...)
•Planejar e praticar várias saídas de emergência para cada cômodo da casa e identificar um local de encontro fora da casa; isto pode ajudar as crianças a escapar em segurança ao invés de ficarem assustadas e confusas durante um incêndio.
•Nunca deixe a criança sozinha, principalmente em banheiros e cozinhas, esteja sempre próximo a ela ou leve-a com você.
•Ajuste o termostato do aquecedor de água, para que a temperatura da água fique em torno de 48oC, pois quanto maior a temperatura maior o risco de lesão por escaldadura.
•Deixe os cabos das panelas virados para as bocas de trás do fogão enquanto prepara os alimentos.
•Mantenha alimentos e liquidos quentes afastados da mesa e da extremidade do balcão. Não carregue crianças no colo no momento em que leva alimentos ou líquidos quentes.
•Nunca deixe crianças brincarem com fogos de artifício.

AFOGAMENTO
•Nunca deixe uma criança sem supervisão dentro d'água ou próximo dela, em casa. Esvazie banheiras imediatamente após o uso.
•Nunca deixe crianças sem supervisão em praias ou piscinas, nem por um momento. Nunca confie em bóias, flutuadores de braço, nem mesmo em crianças que já tiveram lições de natação. Aprenda os métodos de ressuscitação cardiovascular e tenha equipamentos de resgate, um telefone e um número de emergência ao lado de sua piscina.
•Instale protetores ao redor de piscinas. O ideal são grades suficientemente altas que impeçam a criança de ultrapassá-los. Dificulte o acesso à piscina a partir da casa (portões, grades,...)
•Quando estiver em um barco, use e coloque nas crianças o colete salva vidas.
•Nunca deixe as crianças nadarem em águas profundas.


ENVENENAMENTO
•Guardar todos os medicamentos e produtos domésticos trancados e fora do alcance das crianças.
•Manter uma lista com o número dos serviços de emergência em intoxicações perto de todos os telefones.
•Ter xarope de ipeca sempre à mão para ser usado somente sob orientação do centro de controle de intoxicações ou do médico.
•Em relação aos medicamentos, preconiza-se a leitura, seguimento das instruções e administração de doses adequadas ao peso da criança.
•Cuidado com a intoxicação por chumbo, em brinquedos pintados com tinta a base deste metal. Lavar continuamente as mãos das crianças com água previne este intoxicação.
•Instale aquecedores de água a gás fora dos banheiros e em locais de boa ventilação.
•Se possível, instale detetores de monóxido de carbono em casa. Lembre-se que este gás é inodoro e mata sem você perceber.

QUEDAS
•Não use andadores. Escolha métodos alternativos e seguros.
•Use dispositivo de segurança em portas e escadas afim de evitar quedas principalmente de crianças que estão dando os primeiros passos
•Não deixe cadeiras, mesas ou outros móveis próximos a janelas, e considere como muito importante a instalação de grades, limitadores ou redes de segurança em janelas mesmo no térreo, exceto nas de emergência.
•Evite o uso de asfalto, concreto, grama e terra como superfície de revestimento dos playgrounds.